Anúncios

O da rede de lojas de departamento Havan, Luciano Hang, negou nesta quinta-feira (18) informações publicadas pelo jornal “Folha de S. Paulo” de que a companhia comprou pacotes para divulgar mensagens em rede social favoráveis ao candidato Jair Bolsonaro.

“Isso é fake news. E hoje é feita por empresas antigas que não têm seu conteúdo mais lido. O conteúdo que eu faço é no meu celularzinho, que passo para a minha rede social e para meus contatos”, disse ele, em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, pela manhã.

“Não faço nada de errado, é que meu conteúdo apresenta a verdade, e ele se dissemina pelo país. Informo que às 17 horas de hoje eu vou dar uma resposta a esta matéria”, afirmou ele, enquanto segurava a publicação da “Folha”.

A transmissão foi feita a partir do escritório da varejista, com sede em Santa Catarina.