Anúncios

O e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), após investigações conseguiu identificar um Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS) que realizava a emissão de créditos fictícios de madeira para 13 da região de Sinop.

Reprodução

Durante a vistoria foram encontrados e apreendidos no pátio da empresa que operava o PMFS, próximo a Porto dos Gaúchos, cerca de 1.211,76 metros cúbicos de madeira em tora e 59,67 metros cúbicos serrados. O responsável foi autuado em R$ 782,93 mil por apresentar informação falsa em sistema oficial de controle e manter em depósito madeira não declarada no Sistema do Documento de Origem Florestal (DOF).

A fraude foi descoberta durante a Operação Estanque, onde eram investigadas possíveis irregularidades na movimentação, no depósito e na exploração de madeira em Mato Grosso. Além do PMFS, mais quatro na região foram autuadas.