Anúncios

Representantes da diretoria da de estiveram na reunião da Ordem do Dia da Câmara Municipal, na tarde de ontem, para prestar esclarecimentos aos parlamentares sobre a situação econômica da unidade hospitalar. Na ocasião, anunciaram a volta do funcionamento da , a única existente na região e que está ainda com as portas fechadas.

Reunião entre vereadores e representantes da , realizada ontem – Foto: Roberto Nunes/A TRIBUNA

O diretor da Santa Casa, Sinésio Alvarenga, lembrou que a UTI deveria voltar nesta quinta-feira (27), mas, devido a problema de agenda dos que vão trabalhar na unidade, não foi possível garantir o início e, com isso, os trabalhos vão começar efetivamente dia 1° de outubro.

Muitos dos que vão atender na UTI ainda tinham compromissos em outras cidades, sendo algumas distantes de Rondonópolis, não podendo estar aqui na cidade para atender a partir desta quinta, conforme informado. Dessa forma, a única alternativa que restou à direção do hospital foi adiar a abertura da unidade.

Os dirigentes explicaram que as condições financeiras da Santa Casa são seríssimas, e que há ainda um grande débito para com o hospital. Ele explicou que, no passado, houve pagamentos de repasses abaixo do que era o estipulado e que isso acabou gerando uma grande dívida para a unidade de saúde.

O médico e vereador Hélio Pichioni também declarou que os salários dos médicos estão em atraso. “Recebemos a folha de maio hoje [ontem 25]. Sempre ficam dois meses em atraso devido o déficit que a Santa Casa acumula”, externou.