Anúncios

A nova placa para os países do Mercosul começou a ser a ser usada no , na semana passada, em algumas unidades da federação, a exemplo do Rio de Janeiro. Já o Mato Grosso ainda não adotou o sistema unificado e tem como meta o prazo final concedido a todos os Estados: 01/12/2018.

Reprodução

Departamento Estadual de (), por meio da assessoria de comunicação, apenas informou que está buscando formas de iniciar o uso da nova placa, o que foi ratificado pelo diretor de veículos, Augusto Cordeiro. “Estamos trabalhando para entregar antes desta data, mas contando com o prazo de 01.12.18”.

Já o valor que será cobrado no Estado não foi revelado e continua sendo um ‘mistério’. O custo adicional preocupa. O representante comercial Jefferson Almeida acha a medida desnecessária. “Para mim, esse gasto deveria opcional. Eu não vou viajar com o meu carro para fora do Brasil. Meu carro nem é novo e daqui a alguns anos vou ter esse gasto. Isso é uma forma que o Governo achou para tirar mais dinheiro da gente”, reclamou.

O chefe da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de explicou que em dezembro, inicialmente, as novas placas serão usadas em veículos novos ou em automóveis que tiverem as placas atuais danificadas ou passarão por troca de categoria, transferência de proprietário. Para os usados, a data limite para troca das placas é 31 de dezembro de 2023.

A placa de identificação veicular no padrão Mercosul deverá ser implementada pelos órgãos ou entidades executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal e, com isso, manterá a arrecadação de impostos, assim como já ocorre com o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores ().

O que muda?

A principal mudança da nova placa está no padrão visual, que será sempre com fundo branco e uma faixa azul na parte superior. O que vai definir a categoria do veículo será as cores das letras e números.

A sequência também foi alterada. O sistema atual, com três letras e quatro números (AAA-0000) dará lugar a um com quatro letras e três números (AAA0A00).

A plaqueta que identifica o estado e o município de registro também será aposentada. Em seu lugar haverá somente a inscrição “Brasil”. Dois brasões irão identificar o município e o estado do automóvel, com o nome da cidade escrito em uma fonte menor sob o logotipo.