Anúncios

Dos 25 acidentes registrados de 2017 até agora, 18 são com aeronaves do setor privado. Dados do Centro de Investigação e de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apontam a falha do motor em vôo, perda de controle, estouro de pneu e falha com trem de pouso lidera o ranking das ocorrências.

No ano passaram, foram 7 fatalidades e 4 aeronaves com saída de pista. De janeiro até agora, já são 3 acidentes graves, 5 saídas de pista com uma aeronave destruída. As ocorrências foram em Lucas do , , Tangará da Serra, do Leste, Ribeirão Cascalheira, Barão de Melgaço, São Feliz do ,

Conforme Só Notícias já informou, na última quarta-feira, um acidente ocorreu próximo do município de Confresa (1,1 mil quilômetros de ). De acordo com a Polícia Militar, seis pessoas estavam a bordo e ficaram feridas. A versão investigada é que a aeronave tentava pousar na pista da e acabou batendo em um morro. O trem de pouso do avião teria tocado em uma represa antes de cair.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.