Anúncios

O ex-deputado estadual foi condenado em mais duas ações penais oriundas da . A pena de 17 anos, nove meses e nove dias deverá ser cumprida em regime fechado, mas o ex-parlamentar poderá recorrer em liberdade. A acusação é de peculato e lavagem de . A decisão é do juiz Marcos Faleiros, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, e foi proferida na segunda (24).

Riva acumula condenações similares em 11 processos. No último dia 18 recebeu essa mesma pena em nove outros processos relativos à mesma operação. O motivo de essas duas últimas ações terem sido julgadas em conjunto é que, segundo a decisão do magistrado, ficou demonstrada a utilização de um mesmo “modus operandi”, ou seja, mesmo modo de agir nos casos.

O esquema executado entre os anos de 1999 a 2002 na Assembleia resultaram em desvios de recursos públicos na ordem de R$ 3 milhões, por meio de emissão de cheques a “fantasmas”. “Sendo assim, conclui-se pela reunião de todos os processos, para sentenciamento conjunto, por economia processual”, disse Faleiros.

Riva tentou levar o processo para a Justiça Federal, mas o juiz negou o pedido.