O delegado de Polícia Civil, André Ribeiro confirmou, em entrevista coletiva, que os exames descartaram conjunção carnal nas duas crianças, de 10 anos, supostas vítimas de abuso sexual, que teriam sido praticados em Ipiranga do Norte (151 quilômetros de Sinop), por homem, de 62 anos, que chegou a ser preso, mas foi solto e encontrado morto com pelo menos dois golpes de faca no tórax, na varanda de sua residência em uma chácara, no mesmo município, no último domingo. “Essa vítima era investigada por nossa equipe do Núcleo de Proteção à Mulher, por um suposto estupro de vulnerável. Ele já tinha sido ouvido. As vítimas já tinham prestado depoimentos, feito exames, mas deram negativos. Por isso, estava em processo de investigação”, afirmou Ribeiro.

O delegado não descartou a possibilidade da morte ter sido motivada pela denúncia dos supostos abusos sexuais. “Ainda é muito recente para afirmar se tem um ou mais suspeitos envolvidos com a morte. Não se sabe de muita coisa ainda. A denúncia que chegou ao Conselho Tutelar foi anônima. Não sabemos de fato quem denunciou o suposto abuso”.

Anteriormente, o delegado Nilson Farias disse que “o homem negou as acusações, mas confirmou que ‘brincava’ de passar as mãos na genitália das crianças. Ele disse que não tinha a intenção de se aproveitar sexualmente delas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.