Anúncios

Um jovem de 23 anos, identificado como E.P.S.F., foi vítima de tentativa de homicídio, na madrugada desta sexta-feira (3) em Cuiabá, por um grupo composto por supostos policiais civis. Os suspeitos perseguiram a vítima em três carros, sendo que um deles teria um giroflex no teto, e efetuaram vários disparos contra a picape Strada do jovem, atingindo ele na perna direita e na nádega. A PM confirmou com a Polícia Civil que nenhuma equipe fazia diligências na região naquele horário.

De acordo com informações do boletim de ocorrências, por volta de 1h de hoje (3), uma equipe da foi acionada para atender um caso de perseguição de veículo com disparos de arma de fogo na Avenida Fernando Correa da Costa, em Cuiabá.

Um Fiat Strada branco, conduzido pela vítima, estava sendo perseguido por um Fiat Palio preto, um Etios preto e um Corsa vermelho, sendo que os suspeitos teriam feito vários disparos de arma de fogo contra a picape, na intenção de fazê-la parar.

A vítima continuou fugindo até que em certo momento foi fechada pelo Palio preto e quatro indivíduos desceram armados do veículo e efetuaram mais disparos. O jovem então desceu da picape e correu em direção à ponte do , entrando em uma região de mata. Os suspeitos foram atrás dele, efetuando mais disparos.

Ao chegarem ao local os policiais militares encontraram a picape parada na avenida, sem o motorista. Testemunhas relataram que oito pessoas desceram dos veículos que perseguiam a vítima, todos encapuzados e trajados com camisetas com “Polícia Civil” estampada nas costas.

Após a vítima sair correndo os suspeitos teria vasculhado o Fiat Strada e depois teriam fugido. Momentos depois o motorista retornou ao seu e confirmou que foi perseguido e depois fechado pelos suspeitos, que efetuaram vários disparos contra ele, atingindo-o na perna direita e na nádega.

O jovem disse não saber o motivo da ação e confirmou que os suspeitos estavam encapuzados e um dos veículos utilizados por eles estava com um giroflex azul no teto. Os policiais militares ainda entraram em contato com a Polícia Civil e foram informados que não haviam equipes em qualquer tipo de ocorrência naquela região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.