Anúncios

O levantamento de Índice Rápido (Lira) realizado na primeira quinzena de junho e divulgado pela secretaria estadual de Saúde apontou 0,5% de Índice de Infestação Predial (IIP) de criadouros do mosquito Aedes Aegypti (que transmite dengue, zika e ) em Sinop, o que significa que o município está fora de perigo da infestação de contaminação.

Em , o número foi um pouco maior 0,9%. Em Lucas e Guarantã do Norte 0,4 e 0,3% . Os índices de infestação inferiores a 1% estão em condições satisfatórias; de 1% a 3,9% estão em situação de alerta; e superior a 4% há risco de surto de dengue.

e estão em situação de risco e 34 cidades em alerta. Embora 75% dos municípios do Estado apresentaram índices abaixo de 1%, há 25% dos municípios em situação de alerta com risco para epidemias de dengue/zika e febre chikungunya. “O cenário entomológico requer atenção redobrada, uma vez que estamos em período de seca e nem entramos ainda na estação chuvosa”, observa a coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Ludmila Sophia de Souza.

Este foi o primeiro dos quatro levantamentos entomológicos previstos para 2018 diante da necessidade de monitoramento da infestação por Aedes Aegypti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.