Anúncios

O engenheiro Bruno Brunini, de 26 anos, tentou defender um amigo de uma briga, em um bar na Praça Popular, em , na última quinta-feira (12). O jovem morreu após cair da caminhonete que ele pulou em cima. A versão foi apresentada por um amigo do rapaz, em entrevista ao Olhar Direto. O pai da vítima estava no banheiro do estabelecimento no momento do ocorrido.

“A informação de atropelamento não procede. O Bruno estava em uma confraternização na Praça Popular, junto com um amigo e outra amiga. Além dele, estava seu pai, quando começou uma confusão. O Bruno sentiu as dores do amigo, viu o cara apontando uma arma branca e partiu para cima”, explicou Crispim Neto, que é amigo da família.

Na sequência, Bruno viu que um dos rapazes envolvido na briga estava saindo do local e se jogou em cima do capô da caminhonete. O jovem foi carregado até o fim da rua e caiu quando o veículo fez uma conversão, vindo a bater a cabeça no chão. Mesmo assim, o condutor retornou para prestar socorro. Uma ambulância estava passando no momento e já prestou os atendimentos.

“Não teve questão de desentendimento por mulher, foi o desentendimento com o amigo do Bruno e ele acabou tomando as dores. Infelizmente aconteceu este acidente. Não houve atropelamento”, finalizou Crispim Neto.

O caso

O engenheiro Bruno Brunini, de 26 anos, morreu na madrugada deste domingo (15), após ficar internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital Santa Rita, em Várzea Grande. O engenheiro teria se envolvido em uma briga na Praça Popular no mesmo dia, conforme investigações da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran). Ele é filho do Romulo Brunini.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.