Anúncios

O protesto de caminhoneiros por redução no preço do afeta o funcionamento do Aeroporto Internacional de . Voos podem ser cancelados pela falta de combustível. Os veículos que transportam Querosene de Aviação (QAV) estão retidos em rodovias na Região Metropolitana do Distrito Federal. Segundo a concessionária que administra o terminal, as reservas estão contingenciadas.

Na manhã desta terça-feira (22), as companhias aéreas foram notificadas sobre a restrição de combustível. De acordo com a Inframérica, “todos os protocolos operacionais e de segurança estão sendo seguidos de forma a evitar adversidades”. A orientação é que passageiros busquem as companhias aéreas para mais informações sobre os voos.

“A concessionária respeita o direito de democrática e pacífica. Contudo, o exercício de tal direito deve preservar a aeroportuária e não se sobrepor aos valores fundamentais, como o direito de ir e vir dos passageiros, bem como o inegociável direito à segurança das operações aeroportuárias”, afirmou a concessionária, em nota.

Protesto

O ato teve início na segunda-feira (21) e foi convocado Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam). O grupo defende que o aumento constante do preço nas refinarias e dos impostos tornou a situação insustentável. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há interdições em pelo menos três rodovias ao redor do DF. Na BR-050, na altura de Cristalina (GO), a pista está interditada desde as 10h30. Os caminhões estão parados no acostamento dos dois sentidos, por cerca de um quilômetro. Não há previsão de liberação. Na BR-080, na divisa com Goiás, o bloqueio é total. O outro é no quilômetro 13 da BR-060, afetada desde 14h.

Reivindicações

– Redução da carga tributária incidente sobre operações com óleo diesel a zero. Hoje, são incluídas as alíquotas da contribuição para / e Confins incidentes sobre a receita bruta de venda no mercado interno;
– Isenção da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), incidente sobre a receita bruta de venda no mercado interno de óleo diesel.

Memória
Em 10 de maio, caminhoneiros fizeram uma carreata até o Estádio Nacional Mane Garrincha pela Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia). Segundo a , mais de 70 caminhões fizeram o trajeto, que gerou lentidão em toda a Saída Norte.

Na época, além dos preços praticados da , o grupo protestava contra resolução Conselho Nacional de (Contran) que torna obrigatório um dispositivo de segurança para evitar acionamento da caçamba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.