Anúncios

Gelson José Costa Marques, 27 anos, preso na segunda-feira por estuprar a sobrinha de 6 anos, disse que ao cometer o crime “sentiu que estava rasgando ela”. A declaração foi dada ao delegado Cláudio Álvares de Santana, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da e do Idoso, de responsável pelo inquérito que investiga o caso.

De acordo com o depoimento de Gelson, a  menina Y.V.S.M de 6 anos foi arrastada para um matagal, em um terreno próximo da casa onde acontecia uma festa familiar. Gelson contou que a conjunção carnal durou cerca de 2 minutos. Após o ato, ele tentou esganar a sobrinha e que depois de penetrá-la ainda introduziu um pedaço de madeira em sua genitália.

O delegado relatou também que, mesmo após confessar e detalhar como ocorreu o crime, o abusador não demostrou nenhum arrependimento do que havia feito. Ele apenas justificou que cometeu o ato sob efeito de álcool.

Gelson foi localizado no bairro Novo Paraiso, em uma residência junto com outra menor, uma adolescente de 16 anos. Ele deve passar por de custódia na tarde desta terça-feira (08).

Em decorrência das agressões sofridas, a criança segue internada, após ser submetida a cirurgia para reconstrução do órgão genital.

O momento da prisão foi gravado por outro familiar da vítima, que agradeceu os policiais pela ação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.