Anúncios

Cinco pessoas foram presas pela Polícia Civil, na noite de sexta-feira (25), após furto em um restaurante na cidade de (420 km ao Sul de ). Eles arrombaram a porta estabelecimento e levaram R$ 780, 3 tablets, a gaveta onde estava guardado o dinheiro, um e outros pertences.
Após o crime, o dono do restaurante forneceu as imagens da câmera de segurança e a polícia identificou Daniel Lucena Mendes, 20, que tem 10 passagens policiais e foi reconhecido em 4 casos de furtos.

Em diligências pela cidade, o suspeito Daniel foi localizado em uma comunidade rural conhecida como assentamento Pé no Chão. Ao ser detido, o suspeito confessou a autoria do furto, sendo localizado em seu quarto um celular furtado da vítima. Ainda em meio aos pertences dele foi encontrada uma porção de .

Os policiais questionaram o suspeito sobre o dinheiro, a qual foi informado que parte estaria com um comparsa e outra usou na compra de entorpecentes.

Em continuidade ao trabalho, com troca de informações com a , os policiais prenderam os demais integrantes do bando, sendo eles: Lucas Tomaz da Silva, 20, Francisco Conceição, 30, Cleiton Silva e Megui Santos (idades não informada), todos suspeitos de furtos em Sorriso e ainda investigados no roubo cometido em uma residência, ocorrido nesta semana na cidade.

Na abordagem a Francisco Conceição, foi encontrado um relógio oriente, chave de uma motocicleta furtada no dia 24 de maio, R$ 1.565. O suspeito, Cleiton Silva admitiu ter furtado a motocicleta juntamente com Daniel Lucena e esconderam em um matagal, nos fundos de um bairro, local onde a motocicleta foi localizada.

Ainda segundo o levantamento, o suspeito Daniel Lucena também escondeu na casa de João Junior os tablets furtados do restaurante e mais tarde foi na residência buscar. Os aparelhos foram encontrados dentro de uma escondida em um matagal. Outros produtos como secador e chapinha de cabelo, semelhantes aos objetos furtados de um salão, estavam na posse de Megui Santos.

Todos foram presos e autuados por furto e receptação. A ação contou com apoio da Polícia Militar. (Com informações da Polícia Civil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.