Anúncios

Em assembleia geral os servidores penitenciários do Estado, deliberaram por uma paralização das atividades por 72 horas, prevista para esta sexta-feira, sábado e domingo. O sindicato da categoria vai notificar a a respeito do movimento.

De acordo com o (Sindspen), a assembleia realizada na última sexta-feira, foi para avaliar a pauta de reivindicações que foi apresentada durante reunião que ocorreu na Seges no dia 6 do mês passado, e também a votação da paralisação.

As reivindicações da categoria foram o reajuste do adicional de insalubridade, extinção do cargo de assistente penitenciário, auxilio fardamento, de ICMS na aquisição de armamento, quebra de interstício para progressão de nível e aproveitamento de tempo de serviço no executivo, .

Entre as solicitações o assunto mais debatido durante a assembleia foi sobre o reajuste do adicional de insalubridade, no qual a Sejudh propôs a possibilidade da correção em duas vezes sendo 50% neste ano e 50% em 2019, desde que a classe abra mão do passivo. Os servidores penitenciários não concordaram em desistir de receber o retroativo.

A convocação dos aprovados no último concurso público também teve relevância no debate, o Sindspen vai enviar um estudo para o governo informando o quantitativo necessário de servidores a serem nomeados.

De acordo com o sindicato, “a categoria considera que o governo fez pouco caso das demandas, não tomando nenhuma providência seja nos itens que necessitam de recurso político”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.