Anúncios

A Polícia Judiciária Civil de (420 km ao Norte) prendeu no domingo (13) o suspeito de homicídio, cometido no dia anterior, de um desafeto que era proprietário de um pesqueiro no município.

A vítima José Cabral, 59 anos, teria se desentendido a mais de um ano com o autor do crime, Pedro Junior Costa da Silva, 37, conhecido como “Pedro ” e teria restado entre eles uma “rusga” pendente. O suspeito foi proibido pela vítima de frequentar o pesqueiro de sua propriedade por não auxiliar no trato dos .

No sábado (12), às margens do , a vítima foi surpreendida pelo criminoso que desferiu dois disparos de arma de fogo em sua direção, momento em que esboçou tentativa de fuga, e veio a receber o terceiro disparo.

As investigações foram coordenadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia de Sorriso, que também efetuou a prisão do investigado, no bairro Jardim Tropical.

Encaminhado à unidade policial, o suspeito a princípio negou que tivesse cometido o crime. No entanto, ao perceber que os elementos de prova eram contundentes em relação a sua autoria, acabou por confessar a prática do delito.

Autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e mediante traição/emboscada, o suspeito entregou aos policiais o paradeiro de uma arma de fogo (espingarda calibre 36, com munições) que foi apreendida assim como um rifle 22, arma utilizada no crime, assim como seu veículo particular. Ele foi encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.