Anúncios

Com a gasolina mais cara, os brasileiros estão consumindo uma fatia maior do salário para abastecer o carro. Levando em conta o rendimento médio do trabalhador, de R$ 2.169 no primeiro trimestre, é possível calcular que se gastam o equivalente a três dias de trabalho para encher um tanque de 50 litros.


O custo médio da gasolina segundo o último levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) era de R$ 4,284. Pagando esse valor, o tanque cheio sai por R$ 214,20: 9,87% do salário médio do trabalhador, de acordo com a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

destacar que a gasolina brasileira não está entre as mais caras do . O litro custa hoje em torno de US$ 1,17, enquanto no Chile, por exemplo, sai por US$ 1,28 (R$ 4,53). Em Portugal, custa US$ 1,86 (R$ 6,34), segundo dados da plataforma Global Petrol Prices.

A diferença é que nesses países a renda média do trabalhador é superior à brasileira. No Chile, o rendimento mensal gira em torno de R$ 4.750. Usando a mesma conta, os chilenos precisam trabalhar 1,5 dia para encher o tanque.

A Noruega tem uma das gasolinas mais caras do mundo (em torno de R$ 7,09 o litro), mas isso não significa que os cidadãos daquele país tenham dificuldade na hora de abastecer o carro, apesar de possuir o maior percentual do mundo de veículos elétricos em sua frota. O salário médio do norueguês é de R$ 20.018, o que faz com que ele tenha que trabalhar 1,8 dia para completar o tanque do carro.

“Quando você não tem ganhos de renda reais e crescimento econômico com reflexo na renda, como é o caso do Brasil, e existe algum tipo de descolamento em relação a produtos com preço determinado internacionalmente, ocorre essa distorção que estamos vendo. Ou seja, se houvesse geração de renda, esse problema poderia até existir, mas seria melhor equalizado”, explica o de economia do Ibmec/SP Walter Franco.

Um levantamento recente da agência de notícias econômicas Bloomberg mostra que o Brasil é o 11º país do mundo com maior custo para adquirir gasolina se for considerada a renda média. Os brasileiros gastam 4,62% do salário de um dia para comprar um litro de gasolina.

Na França, onde o litro custa o equivalente a R$ 6,31, o trabalhador gasta 1,5% do salário de um dia por litro.

“A renda per capita do Brasil, além de ser baixa é muito mal distribuída. […] Na Europa, a gasolina é mais cara que no Brasil e as pessoas não reclamam, porque elas têm uma renda maior e há alternativas ao transporte particular, que incentivam o uso do transporte público”, explica o professor e economista Fernando Botelho, da FEA- (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de ).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.