Anúncios

A primeira etapa de vacinação contra de 2018 em começa na terça-feira (1º). Os trabalhos devem seguir até o dia 31 de maio. Segundo o governo, nesta etapa é obrigatória a imunização de todos os bovinos e bubalinos de todas as idades, com exceção para os animais de propriedades localizadas no baixo mato-grossense.

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado.

O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

Sanidade do rebanho

A última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996. Desde o ano 2000, o estado é reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação, e desde então o estado tem mantido o status sanitário.

Fronteira

Durante 35 dias, equipes do governo compostas por veterinários e agentes fiscais, irão atuar na fiscalização em propriedades rurais, nos municípios de Cáceres, Porto Espiridião, , e Vila Bela da Santíssima Trindade.

Nesta etapa, serão selecionadas cerca de 250 propriedades, de acordo com análise de risco embasado no relatório de vigilância veterinária, atividade que vem sendo realizada na região desde setembro de 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.