Anúncios

Prédios de Brasília e da região central de São Paulo estão sendo evacuados após relatos de tremores de terra na manhã desta segunda-feira. Funcionários de edifícios comerciais da Avenida Paulista e da sede do na Rua Riachuelo, na capital paulista, foram retirados por precaução. Não há relatos de feridos.

A terra tremeu no interior e do litoral de São Paulo e em estados do Sul do país, como Paraná e Rio Grande do Sul. O tremor seria reflexo de um terremoto de magnitude 6,8 na Escala Richter que atingiu a região de Carandayti, na Bolívia, na manhã desta segunda-feira, a uma profundidade de 557 quilômetros, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em ).

Por medida de precaução, funcionários ficaram do lado de fora de alguns edifícios na Avenida Paulista – 02/04/2018 (Reprodução/Twitter)

Em Brasília, prédios localizados em uma de suas principais avenidas, a W3, na altura da quadra 508 Norte, foram evacuados e seus ocupantes receberam orientações do Corpo de Bombeiros do .

“Recebemos vários chamados em todo o Plano Piloto, no Setor de Indústrias e no Guará. Não houve nenhum relato de vítimas e nenhuma estrutura foi comprometida. Houve a percepção das pessoas quanto ao tremor, mas não se constatou nenhum problema nas edificações vistoriadas”, informou o capitão Ronaldo Reis, do Corpo de Bombeiros.

Segundo ele, equipes de vários quartéis de Brasília e cidades vizinhas foram mobilizadas para o atendimento da população, além de membros da Defesa Civil.

Em caso de tremor de terra, a orientação para quem sentir os efeitos do abalo é de aguardar o socorro dos bombeiros e da Defesa Civil distante do prédio ou da edificação. Se o abalo for forte, sugere-se procurar uma equipe de engenheiros para avaliar as condições de sustentação do edifício.

O terremoto já está entre os assuntos mais comentados do Twitter. Usuários da rede social em vários lugares do postam fotos e comentários após sentir do tremor.

https://twitter.com/EugenioJfesp/status/980813384231866368

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.