Anúncios

Sete crianças, que moravam no interior do Estado, foram retidadas da guarda da mãe e chegaram a ser encaminhadas ao Conselho Tutelar. A avó paterna delas, ao saber do ocorrido, foi buscá-las. O pai das crianças foi avisado pela avó e vinha do Pará para Mato Grosso, para buscá-las, no entanto, sofreu um acidente no caminho e não pôde continuar a viagem. As sete crianças agora estão na casa da avó em , que precisa de ajuda para conseguir mantê-los, já que não possuíam muitas roupas e não têm colchão.

Neize Veronica França, uma voluntária que ficou sabendo da história da família, fez uma postagem em seu perfil no pedindo ajuda. Ele conseguiu conversar com uma tia das crianças que lhe contou o caso.

Os pais das crianças são separados. As sete moravam com a mãe, mas não eram bem cuidados. A tia contou que a mãe gastava o da pensão para sair à noite. O Conselho Tutelar então recolheu as crianças e os encaminharam a uma casa abrigo.
A avó paterna dos pequenos, ao saber da história, entrou em contato com o pai, que trabalha como caminhoneiro no Pará. Ele decidiu vir para Mato Grosso buscar os filhos, mas no caminho sofreu um acidente, ficando com uma lesão na bacia.

A avó então foi buscar seus netos, que estão ficando com ela em sua casa no Bairro em Várzea Grande. A casa é simples e a família tem encontrado dificuldades para conseguir se manter. As crianças chegaram à casa da avó sem roupas de frio ou colchões.

Neize contou que após sua postagem muitas pessoas já se colocaram à disposição para fazer . No entanto, a dificuldade está em levar as doações até a casa da família. Segundo ela, as crianças precisam de precisam de roupas ,alimentos e colchões. A tia das crianças está desempregada e pediu emprego para conseguir ajudar a família.

O endereço da avó das crianças é Rua Mosorro, quadra 148, lote 18, Bairro Jardim Eldorado – Várzea Grande. Para quem quiser ajudar o contato pode ser feito pelos números (65) 99202-5159, (65) 99955-1460 ou (65) 99202-2082.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.