Anúncios

O peruano Homero Reynaldo Ordonez Ramos foi preso pela de (1.065 km a Noroeste), na tarde de quinta-feira (26), acusado de abusar de pacientes enquanto estavam sedadas por conta de procedimentos hospitalares. O suspeito foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca de Araras, interior de São Paulo, local onde teriam sido denunciados os abusos por ele cometidos.

Com registro no Conselho Regional de (CRM) em diversos Estados, o investigado estava a apenas duas semanas na cidade de Colniza, mas já atuava no hospital municipal da cidade e também em uma unidade de privada.

Homero foi condenado a seis anos de reclusão, mais pena pecuniária, por abusar de suas pacientes. Os crimes teriam acontecido em Rondonônia,município de Buritis. Em seguida, o médico fixou residência na cidade de Araras (SP), local em que foi expedido o mandado em seu desfavor.

A denúncia do mandado de prisão contra Homero foi recebida pela Delegacia de Colniza no início da tarde de quinta-feira (26). O suspeito foi monitorado à distância enquanto era verificada a procedência e autenticidade da ordem judicial, pela escrivã Patrícia Gabaldi Dallagnol. Em seguida o delegado da Polícia Civil, Edson Pick, autorizou a prisão do suspeito.

Em entrevista informal aos policiais civis que realizaram a prisão, o médico relatou atuar como ginecologista. O preso foi encaminhado para a Cadeia Pública de Colniza, ficando à disposição do Judiciário para deliberação futura, incluindo procedimentos de recambiamento (transferência).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.