Anúncios

Laudos epidemiológicos já confirmaram duas mortes causadas pelo vírus e uma por em Mato Grosso este ano.  A última confirmação foi divulgada ontem (25). A Secretaria de Saúde de Sorriso informou que a professora Camila Ramos de Souza, 29 anos, que morreu dia 15 de abril, foi contaminada pelo H1N1.

Em outro caso, a Vigilância Epidemiológica de de Serra confirmou a morte de um paciente pela influenza B. O resultado foi entregue pelos laboratórios consultados na segunda (23). A vítima tinha entre 30 e 40 anos e morreu dois dias após atendimento inicial na UPA.

No início ano, um paciente morreu com H1N1 em Cuiabá. Outros cinco casos continuam em investigação segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Boletim atualizado com informações sobre a gripe deve ser divulgado até sexta (27). O último divulgado tem dados atualizados até 13 de abril.

A assessoria da SES informou que novas doses devem ser enviadas para Mato Grosso esta semana, mas ainda não se sabe a quantidade. Disse que soube da situação em Tangará da Serra por informação publicada na imprensa, e somente hoje à tarde teve contato com a Vigilância Epidemiológica do município.

Doses reduzidas

A campanha nacional começou na segunda (23) apenas para alguns municípios em Mato Grosso. O atraso da entrega das vacinas pelo Ministério da Saúde vai retardar o início da imunização nos locais mais distantes da capital. E a quantidade de doses prevista necessária para atender a demanda vai chegar aos poucos. Vinte e seis municípios estão listas de primeiros a receber a .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.