Anúncios

Pelo menos 70 pacientes, sendo 44 crianças, foram removidos de seus leitos às pressas do Hospital e Clínica da de Tangará da Serra – 244 quilômetros a noroeste de Cuiabá. Um princípio de incêndio no segundo andar fez soar o alarme, obrigando médicos, enfermeiros com homens do Militar e da Polícia Militar de a agir rápido para a retirada dos pacientes, sendo que alguns estavam em Unidades de Terapia Intensiva () e em encubadoras.

O princípio de incêndio na noite desta segunda-feira (12) foi descoberto por funcionários, quando um aparelho de ar condicionado pegou fogo, na sala de esterilização daquela unidade sanitária. Em poucos minutos, o segundo andar do prédio do hospital ficou com muita fumaça e dava a impressão de sinistro de grandes proporções.

A reportagem conversou com uma funcionária do hospital, que revelou ter auxiliado na remoção dos bebês para uma clínica do lado. Houve casos de pacientes que ficaram esperando na rua. “Foi uma correria grande, mas por sorte não houve vítimas. Foi somente o susto mesmo”, explicou a servidora, que trabalha na Clínica da Criança.

Os do Corpo de Bombeiros conseguiram controlar o incêndio, antes que se tornasse grande e pudesse chegar às outras alas do hospital. “Ficou muita fumaça no momento, com  muita aflição de todos e algum estrago”, observou a mesma funcionária.

“Foi assustador! Quem passava na rua, vinha eu auxílio aos policiais que estavam ajudando na retirada dos bebês que estavam na encubadoras, com o máximo cuidado. Sem movimentos bruscos”, citou a servidora da Clínica da Criança. Pessoas e Policiais Militar que passavam pelo local se comoveram com a situação e também auxiliaram na evacuação.

 

O comando do Corpo de Bombeiros Militar avisou que somente após laudo pericial é que iria emitir o seu parecer técnico sobre o sinistro ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.