Anúncios

Uma mulher de 35 anos foi presa neste sábado (24) em , a 503 km de , suspeita de mandar matar o marido e, depois de um ano, o amante dela. Cléia Rosa dos confessou a participação nos crimes. Além dela, outros dois homens foram presos suspeitos de envolvimento na morte do amante.

De acordo com a , o marido dela, Jandirlei Alves Bueno, foi morto em outubro de 2016. Cléia teria pedido ao amante, Adriano Gino, que o matasse.

Jandirlei foi golpeado com facadas e encaminhado para o hospital. Ele morreu dois meses depois.
 

Os dois teriam forjado um latrocínio para atrapalhar as investigações da polícia. As suspeitas foram confirmadas depois das investigações.

Pouco mais de um ano depois, em dezembro do ano passado, Cléia encomendou a morte do amante. Segundo a polícia, ela contou com a ajuda de dois guardas-noturnos para cometer o crime.

Neste crime, Cléia teria dopado o amante até que os executores chegassem no local. Adriano foi morto com golpes de enxada. A suspeita é que o amante passou a ameçá-la.

Os dois foram presos e confessaram a participação. Eles não tiveram os nomes divulgados.

O corpo do amante foi encontrado neste sábado enterrado numa região afastada da cidade. Cléia e os outros dois presos ainda estão sendo ouvidos pelo delegado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.