Anúncios

A Polícia Judiciária Civil (PJC) de Campos de Júlio (520 km de Cuiabá) prendeu neste final de semana o de biologia, E.C.G, de 38 anos, acusado de assediar sexualmente seu aluno, K.N.L, de 16 anos. O professor foi denunciado pela mãe do aluno, que encontrou fotos pornográficas no celular do menor, além de mensagens o convidando para manter relações sexuais.

Conforme apurou a reportagem E., que é professor da rede estadual, é presidente do Sindicato dos no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Campos de Júlio.

Segundo informações da assessoria de imprensa da PJC, a mãe do menor encontrou fotos e vídeos pornográficos no celular do filho, além de mensagens trocadas por meio do aplicativo , nas quais o professor convidava o aluno para manter relações sexuais.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, diversos materiais de mídia como notebook, HD externo, pen drives e celulares foram apreendidos na casa do suspeito. E.C.G foi preso em flagrante, mas poderá ser liberado caso pague fiança arbitrada em R$ 12 mil.

O presidente estadual do Sintep/MT, Henrique Lopes, afirmou que soube do caso por meio da reportagem do, que repudia com veemência tal prática criminosa, mas que vai aguardar a devida apuração dos fatos para se posicionar. “Todos têm à defesa e ao amplo contraditório. Assédio sexual vai contra tudo o que o Sintep prega. Vamos aguardar o fim das investigações para que tudo se esclareça”, declarou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.