Anúncios

O perito criminal em , Luciano Nogueira confirmou, que o tombamento de um ônibus, em uma represa na estrada de acesso a uma fazenda, nas proximidade da comunidade Ranchão, que é distrito de Nova Mutum, pode ter sido causado por um deslizamento dos pneus no barro ou pela falta de compactação de uma camada de terra colocada para tapar os buracos. “A estrada está em boas condições e passa sobre a estrutura da represa. Não tinha nenhum guard-rail ou baliza de proteção que impedisse o acesso da estrada até água. No dia do acidente estava chovendo e tinha bastante barro. A estrada teve a camada de terra aumentada. Provavelmente, colocaram para tapar os buracos e as laterais não estavam compactadas. O ônibus veio em trajetória reta, fez uma derivação para direita, saiu da pista e tombou. Não houve manobra brusca e não estava em alta velocidade”, explicou Nogueira

Ivanir Schneider Pezzini, de 58 anos, morreu neste acidente e foi sepultada na comunidade Ranchão, ontem à tarde. Outras duas pessoas ficaram feridas e foram socorridas pelos bombeiros. O atual estado de saúde delas não foi informado.

De acordo com uma fonte de Só Notícias, o ônibus seguia sentido ao Distrito Ranchão quando acabou tombando e caindo na represa. Com isso, ficou parcialmente submerso e os passageiros tiveram que sair pela janela. A retirada do ônibus da represa ocorreu, ontem, com auxílio de uma máquina.

O motorista e os demais passageiros deverão ser ouvidos pela Polícia Civil, que investiga as responsabilidades do acidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.