Anúncios

O outono começou nesta terça-feira (20), às 13h15, e só abre para o inverno no dia 21 de junho. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (), a estação será marcada pela redução gradativa dos efeitos do La Niña, influenciando as chuvas no Brasil.

O instituto informou que o outono geralmente é marcado por uma redução nas chuvas no Sudeste, e no sul do Norte. Há também a chegada de massas de ar , que são originadas no sul do continente e trazem uma prévia do inverno – a temperatura começa a cair, principalmente no centro-sul.

No Norte e no Nordeste, a ainda deve prevalecer. lembrar que com o La Niña, as temperaturas deste se mantiveram abaixo da média – tivemos até geada nas serras do Rio Grande do Sul e . Isso ocorreu porque as águas do Oceano Pacífico Equatorial estavam mais frias. Segundo o Inmet, isso já começou a mudar desde fevereiro e o fenômeno deve ser cada vez menos sentido neste outono.

Norte

Foi um verão com muita chuva, principalmente em algumas regiões do Amazonas, Pará e Tocantins. Isso aconteceu devido a algumas áreas de instabilidade que se formaram, mas isso deve migrar para a parte noroeste do país. Os meses de abril, maio e junho devem permanecer, então, com uma quantidade de chuva dentro dos padrões para a época, podendo chover um pouco acima da média em algumas regiões, ainda sob a influência do verão.

Nordeste

Depois de seis anos de seca, as chuvas voltaram para o semiárido neste verão e estão melhorando as condições do solo da região. O Inmet prevê que o outono, no entanto, vá apresentar chuvas abaixo da média na maior parte do Nordeste. Há uma queda das temperaturas das águas próximas à costa nordestina que também pode diminuir as chances para um clima mais chuvoso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.