Anúncios

Dois menores que estavam apreendidos no Centro Socioeducativo de Cuiabá, no Complexo do Pomeri, fugiram, no final da tarde desta terça-feira (13), ao serem levados para receber atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Morada do Ouro, na Capital.

De acordo com informações da Polícia Militar, os menores aproveitaram o momento em que o agente socioeducativo abria o camburão que fazia o transporte dos infratores  Complexo Pomeri à unidade de saúde, e fugiram.

Eles saíram correndo em direção ao matagal próximo à UPA. Pelo menos um agente teria corrido em busca dos menores, mas sem sucesso. A ação assustou funcionários e pacientes da unidade de modo que chegaram a circular relatos de uma possível troca de tiros no local. No entanto, de acordo com a Polícia Militar, dessa vez houve troca de tiros.

A PM foi acionada e procura pelos menores. Ainda não há informação sobre a identidade ou ficha criminal deles. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) informou que está apurando o que ocorreu e afirmou que será encaminhada uma nota oficial “no momento devido”.

Outros casos – Essa não é a 1ª vez que a UPA é palco de tentativa de fuga de pessoas em conflito com a lei. Há exatamente um mês,  no feriado de Carnaval (13 de fevereiro), 6 bandidos invadiram a unidade de na busca pelo presidiário José Edmilson Bezerra Filho, 31, que recebia atendimento médico.

Na invasão, houve troca de tiros entre os bandidos e agentes penitenciários. Ao todo, 5 pessoas foram baleadas, inclusive um bebê de 6 meses. A ação gerou um grande mal-estar entre a e o Estado.

Na ocasião, o Município alegava que o Estado não cumpriu com as normas de deslocamento do preso, adotadas justamente para garantir a do custodiado e de outras pessoas ao seu redor. Inclusive, a então secretária municipal  de Saúde, Elizeth Araújo, comunicou que a UPA da Morada do Ouro não ia mais atender presos. Porém, os adolescentes infratores que estão apreendidos foram levados para a unidade de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.