Anúncios

A Secretaria de Estado de de (Ses) afirmou que em 2017 foram registrados 628 casos de acidentes com escorpião, dois deles resultando em morte. O Estado afirma que o número está em uma crescente e o bicho se transformou em mais uma praga urbana.

Os números de 2017, no entanto, são menores dos que os de 2016, que teve 672 casos, também com dois óbitos. Mas de acordo com a Ses o número está em uma crescente e o animal se tornou uma praga na cidade por três motivos: oferta de comida (grilos e baratas), abrigo (entulhos, tijolos) e ausência de predadores (galinhas de quintal).

Na quinta-feira (1) mais um caso foi registrado. Uma menina de 7 anos foi picada por um escorpião enquanto estava na Policlínica do Verdão. A menina teria ido ao banheiro com a mãe e enquanto aguardava pisou em um pano molhado. O bicho que lá se escondia picou a garota, que logo foi atendida.

A secretaria ainda fez algumas considerações sobre os hábitos do animal:

– É importante ressaltar que lixo atrai barata e a barata atrai o escorpião, que se alimenta dela. A redução da presença das baratas é um forte aliado da redução do escorpião em nossas casas, já que o bicho vai ficar onde encontra comida.

– O escorpião geralmente acessa a nossa casa pelo ralo do banheiro, pela de gordura e pela “grelha” colocada nas calçadas para drenar a água das chuva.

– Não existe veneno específico para matar escorpião. Normalmente as de desinsetização, usam inseticidas que apresentam alta eficiência contra os insetos, mas que não são capazes de matar os escorpiões, apenas incomodam estes animais e provoca o seu desalojamento. Aí ele sai do seu abrigo e fica errante. Nos momentos pós desinsetização o risco de aparecer escorpiões fica aumentado por este motivo.

Em caso de acidente com escorpião a recomendação é que a vítima procure com urgência o Pronto Socorro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.