Anúncios

Cerca de 70% dos acidentes com vítimas fatais envolvendo a rede elétrica em no ano passado aconteceram na área rural. Estes números são referentes às ocorrências com a população. Conforme informações da Mato Grosso, que acompanha todos os casos no Estado, a principais causas são veículos de grande porte incluindo caminhões com caçamba) que encostam nos cabos e redes.

“Estamos começando uma ação para informar todos os nossos clientes que trabalham com colheitadeiras sobre a importância de manter distância da rede elétrica. Esse é um assunto que não se pode deixar de lado. É muito importante que todos, independentemente do que fazem, fiquem sempre atentos aos perigos da rede de e que conheça como agir em um momento de risco”, explica Heitor Galdino, engenheiro de .

Heitor pontua que algumas ações de não podem ser esquecidas quando existem vidas envolvidas. Uma delas é observar se os veículos de grande porte têm altura para trabalhar de forma segura.  “As redes de distribuição de energia na área rural são construídas com altura que varia de cinco metros à sete metros. É importante que o veículo seja mais baixo que isso, incluindo antenas”, diz.

Duas dicas importantes para quem trabalha no campo: sempre passar com as hastes de pulverização abaixadas sob os fios elétricos e desvie dos cabos e dos estais (cabos que sustentam os postes).  “Como os fios instalados no alto dos postes estão energizados, isto é, conduzem eletricidade permanentemente, o risco é grande e qualquer descuido pode ser fatal”, frisa o engenheiro.

Veja mais algumas dicas de segurança para quem trabalha no campo:

– Quando transitar na área rural, fique atento às redes de energia;

– Não mexa na rede de distribuição de energia. Somente eletricistas da equipe da Energisa ou a serviço da empresa podem intervir na rede. Ao mexer, a pessoa está se colocando em risco e levando perigo para quem estiver nas redondezas;

– Não faça próximas das redes elétricas. O fogo ou o excesso de calor podem danificar os cabos e interromper o fornecimento;

– As cercas de arame devem ter seccionamento (antes e depois) sempre que estiverem localizadas sob a rede elétrica; quando a cerca for paralela à rede elétrica deverá ser seccionada a cada 250 metros;

– Não se aproxime de alguém que tenha levado choque. O solo próximo pode estar eletrocutado e você pode acabar recebendo o mesmo impacto do choque. Nesses casos, ligue imediatamente para os bombeiros ou para a Equipe da Energisa.

– Se conhece alguém que trabalha na área rural, passe estas informações para ele.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.