Anúncios

Um dia depois de negar, em reportagem, a necessidade de reforço policial no Estádio Neco Falcão, para o jogo x Mixto, previsto para domingo (11) a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) decidiu tomar uma providência no mínimo curiosa. Enviou ofício ao presidente do clube pantaneiro, avisando que a torcida mixtense enviará pelo menos 200 integrantes ao local para assistir ao jogo.

Em momento algum a FMF solicitou à o tal reforço, já que a cidade possui apenas 35 policiais e apenas 7 trabalham em regime de plantão diário.

O Mixto Esporte Clube, no entanto, enviou ofício à FMF, assinado pelo presidente em exercício Paulo Sérgio Serafin de Oliveira, “alertando a FMF que, apesar de a ser de responsabilidade do mandante, seria necessária a intervenção da entidade no caso”.

Toda a preocupação se deve ao fato de o Mixto ser o clube denunciante, diretamente responsável pelo rebaixamento do Poconé. O clube foi penalizado pelo Tribunal de Justiça Desportiva da FMF e perdeu 24 pontos por utilização de atleta irregular.

Inconformado com a decisão do TJD o presidente do clube, Orivaldo Rondon, ameaçou paralisar o campeonato e apelar à Justiça. O clima criado para a partida ganhou rótulo de uma rivalidade nunca antes registrada, visto que o Mixto – até então segundo time de pior campanha na competição, não será mais rebaixado, em detrimento do rival denunciado, adversário desse domingo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.