Anúncios

Um menino, de 2 anos, morreu, no último sábado, após ser internado no . A mãe, Vanessa Filamand, disse, ao Só Notícias, que o primeiro atendimento ocorreu na terça-feira (13), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele recebeu medicação, mas foi liberado. Na quarta-feira, passou mal, foi levado novamente a UPA, que o encaminhou a unidade estadual. “Na UPA, fizeram um exame, a doutora analisou, disse que tinha alguma coisa que ela não estava entendendo e encaminhou para o regional. Na madrugada de sexta, colocaram um soro. Depois disso, não deram mais nenhum tipo de medicamento. Ainda no hospital, o meu filho ficou com o corpo mole e voltaram a colocar um soro. Ele foi levado para uma outra sala e colocaram para respirar em uma máquina, mas já estava morto”.

A mãe diz que uma enfermeira teria informado que a ficha de internação do menino estava trocada com a de outro paciente. “Isso ocorreu no sábado de manhã. Uma enfermeira disse que ele estava liberado, mas não conseguia nem respirar. Acontece que foram analisar as fichas e me falaram que o nome do meu filho estava trocado com o de outra , que também estava internada no mesmo quarto. Eu acredito que deram medicamento de outro paciente para o meu filho”, acusa.

Segundo consta na declaração de obtido assinada por uma médica pneumologista, a criança morreu em decorrência de obstrução intestinal e infecção generalizada.

A Funerária São Jorge informou que o corpo do menino está sendo velado na capela municipal e será sepultado, esta manhã, em Sorriso.

Outro lado

A assessoria da Secretaria Estadual de informou que a direção do hospital, até o momento, não recebeu nenhuma denúncia formalizada em relação a morte do paciente. Porém, de posse do prontuário, constatou não haver nenhuma indicação de falha na prescrição de medicamentos.

No Cemei Antônio Santo Cappellari foram suspensas as esta manhã devido o falecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.