Anúncios
Trecho da Avenida , próximo ao viaduto da , deve passar por obras de drenagem (: Luiz Alves/Secom-)

Novas interdições parciais começaram a ser feitas na Avenida Fernando Corrêa nesta quinta-feira (15), próximo ao Viaduto Clóvis Roberto (viaduto da UFMT) para a realização de obras de drenagem na região. A obra de revitalização conhecido do viaduto, que custaram R$ 5,85 milhões, foi anunciada como concluída e entregue no mês passado pelo .

De acordo com Secretaria Estadual de Cidades (Secid-MT), responsável pela execução da obra, os novos trabalhos na região não estão relacionados às obra de drenagem do viaduto, mas trata-se de manutenção da drenagem da Avenida Brasília, que passa em frente a um shopping, onde não é feito reparo algum há mais de 30 anos.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), serão feitas interdições rápidas e pontuais nos trechos de encontro da Avenida Brasília com a Rua Guadalajara e com a Rua Santiago, a fim de solucionar problemas de alagamento que ocorrem na região sempre que chove. Agentes de devem auxiliar os motoristas com as rotas de desvio.

Conforme a Semob, os bloqueios irão avançar pela avenida conforme o andamento da obra e a previsão inicial é de que tudo seja concluído dentro de 15 dias.

Drenagem no viaduto

A obra de drenagem na região do viaduto da UFMT foi executada pelo governo, por meio da Secid, para solucionar os constantes problemas de alagamentos ocorridos na região durante a temporada de . O projeto da obra foi elaborado por da .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.