Anúncios
Universidade Federal do (UFMT) (: Mateus Hidalgo)

A (UFMT) anunciou na terça-feira (20) mudança na de subsídios alimentares oferecidos aos estudantes da instituição. De acordo com a mensagem, os alunos com renda superior a R$ 1,4 mil passarão a pagar, a partir de março deste ano, o valor integral do vale-refeição.

Com a nova política, os estudantes que comprovarem renda de até 1,5 salário-mínimo terão acesso gratuito ao Restaurante Universitário. Outros estudantes em situação de vulnerabilidade econômica terão parte do valor subsidiado pela instituição.

Os alunos com renda superior, no entanto, deverão pagar o valor cobrado sem o auxílio da UFMT.

Atualmente, os estudantes de todos os campi pagam R$ 0,25 pelo café da manhã e R$ 1 para almoço e jantar.

Supervisora do Restaurante Universitário disse que alimentos passarão por análise (Foto: Vinícius Fernandes/ Arquivo pessoal)

No comunicado, a UFMT aponta a queda no orçamento como fator determinante para a medida anunciada.

“Tal situação tem exigido ações para manter o reequilíbrio orçamentário e financeiro de modo não a apenas a cumprir com seus compromissos de manutenção, mas sobretudo com a função social da universidade”, diz o anúncio.

Nas redes sociais, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) se manifestou contrário ao novo modelo.

“A UFMT não fez nenhuma com os alunos para discutir essa mudança. Eles estão deixando de ver que o R.U funciona como objeto de permanência dos estudantes que vêm de fora, estudam o dia inteiro e outras situações”, afirmou a representante do DCE, Anna Carolyna Costa Marques.