Anúncios

O jovem de 18 anos, identificado como L.H.O., uma mulher de 27, identificada como D.M.C., e um jovem de 23, identificado como L.B.B., foram presos na noite desta segunda-feira (19) em posse de um Ka branco roubado, um Sandero branco clonado, entorpecentes e armas de fogo com munições. A suspeita que o trio possa estar envolvido na tentativa de resgate a um preso na UPA da Morada do Ouro no último dia 13, por causa do armamento e do carro roubado encontrado com eles. O caso ainda está sendo investigado.

De acordo com o boletim de ocorrências, por volta das 22h40 uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência no bairro CPA 2, de uma residência alugada que estaria sendo usada como depósito de arma e entorpecentes.

No momento da abordagem os três suspeitos, dois homens e uma mulher, fugiram em um Sandero branco. Foi iniciada a perseguição até o momento em que o trio desceu do veículo e entrou em uma kit net.

Os policiais entraram no local e encontraram os suspeitos escondidos no banheiro, que acabaram detidos. Em posse do jovem de 18 anos foi encontrada uma porção de substância análoga a maconha e com o de 23 foi encontrada a chave do Sandero.

A PM então foi com o trio até a residência de onde fugiram no CPA 2 e após revista encontraram uma porção grande de substância análoga a pasta base atrás da geladeira, duas espingardas calibre 12 em cima do forro da cozinha, juntamente com 49 munições, além de três carregadores, com seis munições de calibre 380, quatro de calibre 9 mm e 25 de calibre 9 mm jaquetada.

Na garagem da residência os militares também encontraram um Ford Ka sedan branco, que após checagem via chassi foi constatado que se tratava de um produto de roubo. Os policiais também verificaram que a placa do Sandero havia sido clonada.

A mulher de 27 e o homem de 23 disseram à polícia que receberiam a quantia de R$ 500 do jovem de 18 anos pelo transporte dos dois veículos. O jovem disse que receberia a quantia de R$ 2 mil pelo transporte e guarda dos armamentos e veículos. Os três já possuíam antecedentes criminais.

O coronel da PM, Henrique Correia da Silva , afirmou ao Olhar Direto que existe a suspeita de que o trio possa estar envolvido no tiroteio na UPA da Morada do Ouro no último dia 13 por causa do veículo roubado e dos armamentos encontrados com os suspeitos.

“Nossa suspeita é que eles tenham participado do evento na UPA. O boletim de ocorrências vai ser anexado na investigação para confirmar, mas ainda não está confirmado. É uma suspeita por causa do veículo que foi localizado com eles, que bate com a descrição do veículo usado no outro incidente, também pelo armamento encontrado com eles. São as informações que a gente tem que indicam que eles possam ter participado, então nós vamos passar isto para a Polícia Civil para que o delegado que está responsável pelo caso coloque eles na investigação”, disse o coronel.

O caso segue sendo investigado.