Preso homem que matou ex-companheiro e namorado dela dentro de veículo



A Delegacia de Defesa da Mulher da Polícia Civil de Nova Mutum prendeu  José Inácio da Silva, 26 anos,  pelo duplo homicídio que vitimou a ex-companheira, Aline da Silva, e Flávio Ferreira da Silva, na cidade de Primavera.  A prisão foi realizada no último dia 10. Desde o dia 3 de janeiro até o último dia 8 de fevereiro dez mulheres já foram assassinadas em Mato Grosso, oito delas vítimas de feminicídio.

Publicidade

O crime ocorreu no dia 22 de novembro de 2017. As vítimas foram alvejadas dentro de um veículo. A mulher morreu na hora e o atual namorado dela, Flávio Ferreira da Silva, foi socorrido e morreu quatro dias depois no Hospital de Primavera do Leste.

Leita também:   Dois adolescentes são executados a tiros no interior de MT

As investigações do inquérito policial apontavam para o ex-marido da vítima, com quem tinha um filho, e não aceitava o fim do relacionamento. Segundo a apuração, havia informações que o suspeito estaria escondido na região de Nova Mutum, tendo a equipe de Primavera do Leste indo para cidade para tentar prendê-lo, porém, não foi localizado.

Leita também:   Quadrilha é presa após tentar invadir e roubar Bradesco; grupo fugia pela BR-163

A delegada Regional, Alessandrah Marquez, disse que  há dois meses os policiais buscavam informações do paradeiro do investigado, descobrindo que ele trabalhava em fazendas da região e o filho ficava com a irmã que mora na cidade.

No sábado (10), os policiais receberam informação de que o suspeito tinha vindo da fazenda e na manhã de domingo (11), teve o mandado de prisão cumprido por investigadores da Secção de Defesa da Mulher, que entrou em funcionamento no dia 2 de janeiro de 2018, após sua criação ser aprovada pelo Conselho Superior de Polícia (CSP).

Leita também:   Sorriso: Senhor de 79 anos denuncia prostitutas por roubo de Fusca

Conforme a delegada, a Seção Especializada de Defesa da Mulher trabalha com uma demanda de 200 inquéritos referentes a crimes de violência doméstica e familiar e crimes de natureza sexual.

Advertisements