Anúncios

investigativos realizados pela de , com apoio da Polícia Militar do município, resultaram na prisão dos autores de um roubo a comércio ocorrido no início da tarde de segunda-feira (05).

Restou apurado que os dois suspeitos invadiram o comércio, renderam a vítima com arma de fogo em mãos e subtraíram – mediante grave ameaça- o valor de R$ 800, além de aparelhos celulares e calçados. Um dos suspeitos chegou a agredir a vítima com uma coronhada na cabeça.

Foram localizados no bairro Cidade Viva os assaltantes Alessandro de Souza Chagas, 21, e o adolescente J.C.S, 17, ambos possuem passagens criminais anteriores por furto, roubo e tráfico de drogas.

Percebendo a iminência da abordagem policial, os suspeitos pularam muros de várias casas. Na tentativa de fuga os autores do roubo sofreram algumas escoriações pelo corpo.

Conduzidos à Delegacia, os dois confessaram participação no roubo e entregaram o local onde estava escondido uma arma de fogo (Taurus calibre 32, inox), que foi apreendida.

A ação policial recuperou parte dos objetos e do dinheiro roubado pelos assaltantes. A vítima reconheceu os dois suspeitos  e também a arma utilizada pelos criminosos, além do material recuperado.

O delegado regional da Polícia Civil de Rondonópolis, Claudinei Souza Lopes, destacou a união entre as forças de Segurança Pública como fator preponderante para o êxito do trabalho. “A ação contou com apoio irrestrito da Polícia Militar com compartilhamento de informações e nas buscas após a fuga dos suspeitos”.

Mandado de prisão

Policiais civis da Delegacia de Pedra Preta, em conjunto com o Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA) da regional PJC de Rondonópolis, realizaram também na segunda-feira (05) a prisão de um homem em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas.

A ordem judicial em desfavor de José Rodrigo Nascimento Silva, 20, foi expedida na cidade de Currais Novos, no Estado do Rio Grande do Norte, referente a crime ocorrido em fevereiro de 2016.

O suspeito foi encaminhado para unidade prisional, onde ficará à disposição do Judiciário.