Anúncios

A Polícia Judiciária Civil, nas investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), cumpriu mandado de prisão contra a mulher suspeita de ser o pivô da morte personal trainer, Danilo Nascimento de Souza Campos, 28 anos, no dia 8 de novembro de 2017, no bairro Duque de Caxias.

Ane Lise Hovoruski, 29, que foi aluna na que o personal trabalhava, teve o mandado de prisão temporária (30 dias) cumprido, na terça-feira (20), na cidade de Foz do Iguaçú, no Estado do Paraná, pela Polícia Civil paraense, em apoio a de Mato Grosso.

Na quinta-feira (22), uma equipe da Delegacia de Homicídios segue para Foz do Iguaçú para recambiar a presa a Cuiabá. A delegada Alana Derlene Cardoso, que preside o inquérito policial, disse que toda a DHPP, neste momento, está nas ruas para dar cumprimento ao mandado de prisão contra outros dois envolvidos.

São procurados: Guilherme Dias de Miranda, 35, principal suspeito de ter encomendar a morte do personal por ciúmes da mulher, Ane Lise, que teria tido envolvimento amoroso com a vítima, e  Walisson  Magno de Almeida, 27 anos, apontado nas investigações como a pessoa que efetuou os tiros.

A delegada acrescentou que as investigações da DHPP apontam para o envolvimento da mulher no crime. Análises das ligações telefônicas da vítima, da mulher, do marido Guilherme e do suspeito ter atirado, Walisson Magno, concluem que Ane Lise usando um número telefônico, habilitado naquela semana, ligou para a vítima, marcando encontro no local onde foi executado.

O corpo do personal foi encontrado caído ao lado do carro, na Rua General Ramiro de Noronha. Testemunhas informaram que a vítima estacionou o carro e ao descer foi alvejada por tiros, efetuados pelo garupa de uma motocicleta, com dois homens, que posteriormente, seguiu em direção a Avenida Miguel Sutil.

Os mandados de prisão são da 12ª Vara Criminal de Cuiabá.