Anúncios
Ribeiro passou por audiência no Fórum de (Foto: Lislaine dos Anjos/G1)

O ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro ganhou a liberdade nesta segunda-feira (26), depois de passar uma audiência para a instalação de tornozeleira eletrônica, na 2ª Vara Criminal de Cuiabá. No Fórum, ele entrou e saiu sem ser visto.

Com penas que somam a mais de 87 anos, Arcanjo está preso há 14 anos e nove meses. Ele é acusado de vários crimes, entre eles homicídio, contravenção e lavagem de , e foi solto depois de cumprir 1/6 da pena.

Ele foi levado ao Fórum sob escolta. Muitos jornalistas aguardavam do lado de fora, já que foi proibida a entrada da imprensa na sala de audiências. A família de Arcanjo também foi ao local para sair com ele.

A audiência estava marcada para às 14h, mas foi antecipada para as 13h diante da repercussão do caso, como diz um informativo colado na porta da sala de audiências.

Comunicado diz que audiência foi antecipada (Foto: Lislaine dos Anjos/ G1)

Em 2013, Arcanjo foi condenado a 19 anos de prisão em regime fechado pelo Tribunal do Júri, na Comarca de Cuiabá, por ser o mandante da morte do empresário Domingos Sávio Brandão de Lima Júnior, dono do jornal Folha do Estado.