Anúncios
À época do crime, Sinval Gomes foi preso e confessou o da adolescente (: Josy Rezende/Arquivo Pessoal)

Acusado de estuprar e assassinar uma adolescente em , a 643 km de Cuiabá, Sinval Gomes da Fonseca, de 48 anos, foi condenado pela Justiça a 51 anos de prisão pelo crime. O corpo de Cristielem Rezende, de 14 anos, que tinha mental foi encontrado pela mãe dela na casa do réu.

O crime ocorreu em outubro do ano passado. À época, Sinval foi preso e confessou o homicídio. Em depoimento, ele alegou que estava embriagado e não se lembrava o motivo que o levou a cometer o crime.

O julgamento foi realizado no dia de 30 de janeiro e presidido pelo juiz Rafael Depra Panachiella.

Ao todo, Sinval foi condenado a 51 anos, um mês e 15 dias de prisão pelos crimes de homicídio por motivo fútil, com emprego de meio cruel cumulados pela 8.072/90 sobre crimes hediondos.

O réu já tinha passagens na polícia por estupro quando cometeu o crime e tinha sido liberado da prisão antes de cometer o crime. Ele era vizinho da família da vítima.

Cristielem Rezende, de 14 anos, foi encontrada morta pela mãe na casa do vizinho (Foto: Josy Rezende/Arquivo Pessoal)

Crime

O corpo de Cristielem foi encontrado pela mãe dela. Segundo a irmã da vítima, Josy Rezende, a mãe havia voltado do trabalho e não encontrou a filha em casa, como de costume.

“A comida estava pronta no fogão, a roupa lavada, mas a minha irmã não estava lá. Minha mãe pediu a ajuda de conselheiras que moram perto e saiu para fazer buscas. Depois de procurar, ela resolveu ir na casa do vizinho”, contou.

Ainda segundo a irmã de Cristielem, a mãe abriu a porta da residência e se deparou com marcas de sangue no chão.

Depois de procurar a filha sem sucesso, a mãe da vítima encontrou o vizinho no banheiro com ferimentos no braço. Ele foi socorrido e levado para a delegacia depois de receber atendimento.

Com a ajuda de outros moradores a mãe resolveu fazer uma nova busca na casa. O corpo foi encontrado por ela embaixo da cama.

Além das marcas de facadas, o corpo tinha sinais de estrangulamento e estupro.