Anúncios

A família de um jovem internado em coma na Unidade de Terapia Intensiva () do hospital regional aguarda a chegada de um aparelho para a realização de uma cirurgia. Ele sofreu um acidente de , domingo, próximo a praça de pedágio da , e teve hemorragia abdominal.

Para fazer o procedimento seria necessária a realização de transfusão sanguínea. Porém, como o paciente é Testemunhas de Jeová, os familiares exigem a cirurgia sem a transfusão. Como o quadro é grave e a cirurgia precisa ser feita com urgência o hospital estabeleceu um prazo até hoje para que a família providencie um aparelho que retira todo o sangue que depois, é devolvido para o corpo.

O aparelho está em , pertence a uma junta de membros da Testemunhas de Jeová e deve chegar em até sexta-feira. Entretanto, segundo os , até lá, o paciente corre risco de morte. A diretora da unidade hospitalar explica que caso o equipamento não chegue hoje, a cirurgia será feita sem ele, mesmo com riscos de responder judicialmente por isso. “O Hospital entende a situação da família e respeita, mas fará o que for preciso para salvar a vida do paciente”.

As causas do acidente envolvendo o jovem não foram informadas. O que se sabe é que a vítima pilotava uma moto e colidiu contra um poste de . O rapaz foi encaminhado para o hospital e estava internado no box de emergência. Como o quadro clínico agravou, ele foi transferido para UTI.