Anúncios

O consumo de óleo no país é de quinze litros por brasileiro, no ano. O descarte incorreto de um litro de óleo de cozinha pode contaminar até um milhão de litros de água. Ao atingir o solo, o óleo facilita a sua impermeabilização, fazendo com  que ele não absorva tanto a água das chuvas e, consequentemente, as  enchentes sejam mais frequentes. Os efeitos negativos também se estendem  para a atmosfera, pois quando o óleo de cozinha usado se decompõe  ocorre a emissão de metano, um gás que também causa o efeito estufa.

Agora, o óleo de cozinha usado dos rondonopolitanos já tem destino certo: O projeto Sustentável! Uma campanha que começou nesta quinta-feira, dia 25, está arrecadando óleo de cozinha usado, que será doado a uma instituição que produz sabão.

De acordo com uma das organizadoras da campanha, o material pode ser recolhido frio e colocado em garrafas pets, ou plásticas como de amaciantes. “É necessário que o vasilhame esteja limpo. A família transfere esse óleo á frio com um funil, sem resíduo de água e mantenha ele, até encher, em cima de uma serragem ou areia, para que não tenha contato com o solo”, explica Maria.

Ela também indica que não guarde o óleo em materiais de vidro e não jogue os resíduos do óleo na pia. “É totalmente prejudicial ao meio ambiente”, fala. Quando encher, a pessoa pode ir até o Sesc, que fica no Residencial Colina Verde, e fazer a doação. O material é encaminhado para uma Instituição que reusa o óleo para fazer sabão.

Quem quiser conhecer outros projetos do Sesc, é só acessar o : www.sescmatogrosso.com.br.