Anúncios
Buracos na avenida Poguba no residencial Bela Vista – Foto : Messias Filho

Desde a inauguração da e da ponte Aroldo Marmo de Souza, a avenida Poguba, não era tão movimentada e praticamente não havia circulação de caminhões na região. Mas nos últimos meses o fluxo de carros e o trânsito de carretas se tornou intenso, com isso a pavimentação asfáltica não está suportando tanto peso, revelando graves problemas na infraestrutura da avenida.

De acordo com os moradores, com o início das de um condomínio fechado na região, os problemas se tornaram mais frequentes, já que as obras de drenagem do empreendimento não suportaram as chuvas e toda a galeria de águas pluviais existentes na avenida Poguba e no Bela Vista entraram em colapso devido a lama levada pelas chuvas, ocasionando assim o entupimento de boa parte das galerias.

O secretário municipal de Habitação e Urbanismo, Paulo José Correia, não tem tomado as devidas providências pelos danos causados pela obra do condomínio no sistema de galerias, e assim as obras prosseguem destruindo patrimônio do município e dos moradores que trafegam pelo local.

Na noite desta quarta-feira (24), um acidente foi causado por um enorme buraco devido as galerias que estão entupidas. Após passar pelo buraco o motorista perdeu o controle da direção da Hilux SW4 que dirigia e capotou o veículo, destruindo também um poste e deixando parte da avenida sem luz.

Veículo capotado após perder controle e colidir em poste – Foto : Messias Filho

Conforme informações, desde o início das obras do Vila Toscana, os moradores do Residencial Bela Vista sofrem com imensas enxurradas, destruição de patrimônio e desvalorização de imóveis.

QUEM TEM QUE RESOLVER?

A prefeitura de Rondonópolis emitiu uma nota , dizendo que “a Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo está acompanhando a obra do condomínio e informa que a empresa está fazendo um muro de arrimo para proteção, além de realizar a limpeza das galerias e ruas. Contudo, o secretário municipal de Habitação e Urbanismo, Paulo José Correia, destaca que voltará no local para verificar a situação atual”, ressaltou a nota.

O que resta neste momento é esperar os problemas serem resolvidos, sabendo que o local se tornou uma rota como via rápida aos rondonopolitanos.