Anúncios

Uma suposta policial civil, identificada como L.R, foi denunciada após uma mulher de 40 anos procurar a delegacia e relatar uma invasão a domicilio e ameaça. O caso foi registrado no último sábado (6) no bairro Jardim Paula I, em .

Conforme boletim de ocorrência, a residência foi invadida por supostos policiais militares, por volta das 07 horas da manhã.

Segundo a vítima, que não reconheceu as pessoas, os invasores trajavam bermudas e estavam com capuz. Assustada, a vítima não abriu a porta e a invasão ocorreu pelas janelas da cozinha.

Ao entrarem no local, eles ordenaram que a mulher e sua neta fossem para sala. O filho da mulher, de 22 anos, que também estava na casa foi agredido pelos homens.

Conforme relata, o rapaz foi diversas vezes agredido e chegou a ser enforcado por um dos supostos PM’s. Na ação, os policiais perguntaram se havia droga na casa, no entanto, nada de ilícito foi encontrado.

A vítima disse que o filho não tem passagens criminais e que possui “fixo”. A vítima acusa a madrasta de sua neta, identificada como L.R, pela invasão. Ela se apresenta como policial civil.

A mulher ainda relatou que já recebeu diversas ameaças da suspeita. Segundo ela, a desavença ocorre por conta da disputa da guarda da .

O caso será investigado pela Polícia Civil. A Corregedoria da instituição pode ser acionada.