Anúncios

Duas (6 e 9 anos)  e três adolescentes (14 e dois de 11 anos) que viviam em condições desumanas e em total abandono foram resgatadas por policiais da (Deddica), da Polícia Judiciária Civil, na tarde de quinta-feira (07) em Cuiabá. Os menores passavam fome e jogavam bilhetes, enrolados em pedra, pelo muro da casa, pedindo ajuda a qualquer pessoa da redondeza.

 

O casal, Hélio Roberto dos Santos e Natália Pereira de Paula, foi preso por crime de lesão corporal dolosa por violência doméstica ( tortura e maus tratos) e encaminhados para audiência de custódia, nesta sexta-feira (08).

 

O pai das crianças, Hélio, responde por estupro de vulnerável, em 2013, no Estado de . Pelo do Sistema de Mandados havia uma prisão preventiva em aberta, que foi dado o cumprimento.

 

Acompanhados do Conselho Tutelar do Planalto, os policiais estiveram na casa do casal, no bairro Pedregal, e encontraram os meninos abandonados em uma edícula, nos fundos da casa principal.

 

Os meninos de 11 e 9 anos, são filhos de Hélio com outra mulher e os adolescentes de 14, e a menina são filhos de Natália. Somente a menina seria filha em comum do casal.

 

Os policiais informaram que as crianças e adolescentes estavam completamente “jogadas”, em um cômodo com muita umidade, sujeira e dormiam em um colchão molhado. Os menores não tinham acesso a casa principal, aparentavam desnutrição, pois eram alimentados, muitas vezes, com comida azeda.

 

A situação degradante dos menores foi descoberta depois de denúncias anônimas, que chegaram na Delegacia e passaram a ser apuradas. A Delegacia também recebeu bilhetes das crianças falando que estavam trancadas, com fome e sede. Num dos bilhetes as crianças pediam comidas porque “ele”, o pai, tinha mandado comida azeda.

 

Quando os investigadores chegaram na casa, foram recebidos por Hélio momento fazia um churrasco. No entanto, os menores, com fome, sentiam apenas o cheiro.

 

As crianças foram recolhidas e estão sob a responsabilidade do Conselho Tutelar do Centro, para serem abrigadas.