Anúncios
Foto: Olhar Direto

O incêndio que atingiu, na última quarta-feira (27), o prédio da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), no bairro Carumbé, em , teve início no estande de tiro da Gerência de Perícias de Balística e foi acidental. O incidente ocorreu após um perito criminal realizar um tiro na caixa de coleta de projéteis, que contém estopa.

Segundo a assessoria do órgão, o procedimento é feito para a coleta do projétil e posterior comparação microscópica com projeteis coletados em cenas de crimes, com objetivo de se identificar a arma que originou os disparos. Quando o tiro é produzido, o projétil sai do cano em alta velocidade e com elevada rotação.

Quando o projétil entra em contato com a estopa, esta rotação proporciona a formação de um novelo que envolve o projétil, protegendo-o de possíveis deformações acidentais, desacelerando-o e conservando as características necessárias aos procedimentos comparativos aplicados.

Porém, o material entrou em combustão rapidamente e se propagou por toda a sala, atingindo o revestimento acústico de espuma que havia na local. Toda a estrutura de isolamento acústico do estande foi consumida pelas chamas e deverá ser reconstruída. Na ocasião, havia dois peritos trabalhando no setor, mas ninguém ficou ferido.

“As paredes vão impregnando com o tempo com pólvora incombusta, devido a enorme demanda de produção de tiros no estande. Acredito que isso tenha causado a propagação na espuma”, explicou o Gerente de Perícias de Balística, Emivan Batista.

O incêndio não se alastrou para outras partes do prédio por conta da porta de aço corta-fogo, que ajudaram a conter as chamas no estande até a chegada do . O expediente foi suspenso imediatamente para a segurança dos servidores, porém, foi retomado nesta quinta-feira (28), exceto nos setores mais atingidos pelas chamas e fumaça.

A espuma utilizada no setor de Balística absorve o ruído interno e controla reverberações e ondulações provocadas pelos tiros. O material acústico possui em sua composição elementos que não propagam chamas, conforme as especificações técnicas (NBR 9178).