Anúncios

Ao todo, foram expedidos 16 mandados de prisão preventiva, 34 ordens de busca e apreensão e 9 conduções coercitivas. As investigações conduzidas pela Defaz apuram fraudes na comercialização interestadual de grãos (milho, algodão, , soja, arroz, milho, sorgo, painço, capim, girassol e niger), com sonegação de mais de R$ 140 milhões em (imposto sobre a circulação de mercadorias e serviços).

Os mandados são cumpridos nas cidades Cuiabá, Várzea Grande, , Rondonópolis, Sorriso, e Indaiatuba, São Paulo, por 35 equipes, que totalizam 140 policiais civis de unidades das Diretorias de Atividades Especiais, Metropolitana e Interior.

Os envolvidos no esquema responderão por crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documento falso, uso indevido de selo público e sonegação fiscal.

O inquérito policial foi instaurado no dia 9 de fevereiro deste ano, após informações  encaminhadas pela equipe técnica da Secretaria de Estado de (Defaz), para apurar suposta organização criminosa, que mediante documentos ideologicamente falsos e articulada para a comercialização de grãos, estava promovendo a sonegação de ICMS, gerando enorme dano aos cofres públicos do Estado de .

Confira abaixo o momento em que Theo Medina é levado na viatura da polícia em SP:

https://www.youtube.com/watch?v=sVOpb8EHz0Q