Anúncios
PM que fez disparos durante show de está preso em batalhão; ele diz ter atirado após ser agredido (: TVCA/Reprodução)

O soldado da (PM) Raimundo Henrique Leal dos , de 22 anos, que causou uma confusão generalizada durante o show do cantor Gusttavo Lima, na madrugada de sábado (4) em , está preso em um batalhão da PM por tempo indeterminado.

O show era uma das atrações do ‘Festival Rebouças’, realizado no Parque de Exposições Wilmar Peres de Farias, na zona rural de Rondonópolis. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que Gusttavo Lima percebe os disparos e sai do palco.

O delegado Vinícius Francisco Prezoto, da Polícia Civil, ouviu os depoimentos do soldado e do major durante este sábado (4). Foi aberta uma investigação na Polícia Civil e outra pela Polícia Militar. Os dois policiais estavam de folga e assistiam ao evento.

Conforme consta no Boletim de Ocorrência (BO), o soldado se envolveu em uma briga generalizada ocasionando uma correria entre o público presente no evento. O soldado efetuou vários disparos para o alto provocando pânico entre as pessoas. Um major da PM Roosevelth Oliveira Escolástico, de 38 anos, que presenciou a confusão prendeu o suspeito após conseguir imobilizá-lo com um tiro na perna.

O major Escolástico confirmou que estava no show e abordou o soldado depois que o viu sacar a arma e fazer os disparos para o alto. Ao ser abordado, Raimundo reagiu e foi baleado na perna. O soldado nega participação em briga e afirma que foi agredido.

O delegado autuou o soldado pelo crime de disparo de arma de fogo e arbitrou fiança no valor de um salário-mínimo. O soldado pagou a fiança e saiu da delegacia, mas por também responder por um crime militar, Raimundo foi encaminhado pela PM até o batalhão.

A assessoria da PM disse que o soldado está preso, por tempo indeterminado, no 5º Batalhão da PM em Rondonópolis, até que a situação seja apurada pela Corregedoria da PM.

As informações constam em registro no Boletim de Ocorrência n° 2017.365296.