Anúncios
O veículo que o jovem conduzia existe registro de ter sido usado em um furto na cidade de (a 300 km de Rondonópolis).

Carlos Eduardo de Moraes Reiners, de 23 anos, foi preso na noite dessa quinta-feira (29),  suspeito de aplicar golpes oferecendo vagas de emprego e dizer que era médico concursado da (a aproximadamente 220km de Rondonópolis). De acordo com a , o jovem oferecia vagas de emprego e cobrava o valor de até R$ 330 (Trezentos e trinta reais) de taxa por candidato inscrito.

Segundo à Polícia Civil, o jovem negou o crime. Carlos Eduardo pagou fiança e foi liberado depois de ser ouvido na Central de Flagrantes. De acordo com o boletim de ocorrência, uma das vítimas denunciou o caso e combinou um flagrante com os policiais civis com hora e local onde entregaria o da “tava de inscrição” para o suspeito.

A vítima se encontrou com o suspeito em um estacionamento de uma particular, no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, região metropolitana de Capital. De acordo com outras vítimas, o jovem se dizia médico e oferecia vagas de emprego a diversos estudantes de nível superior.

Para convencer as vítimas a pagarem o valor da inscrição, o suspeito dizia ter “influência” dentro da prefeitura de Cuiabá.

Carlos Eduardo apareceu no local combinado e recebeu um envelope com cópias de documentos da vítima, além do valor de R$ 110 (Cento e dez reais) em dinheiro, supostamente como parte do pagamento da “taxa de inscrição”.

Num momento oportuno, os policiais abordaram o suspeito, que afirmou não ser médico e também alegou aos policiais que o dinheiro no envelope era sobre uma dívida que a vítima tinha com ele. Conforme relato dos policiais, o suspeito entregou os documentos com sinais de adulteração.

O veículo que o jovem conduzia existe registro de ter sido usado em um furto na cidade de Alto Taquari (a 300 km de Rondonópolis).