Anúncios

As investigações da Polícia sobre a chacina que ocorreu na madrugada desta segunda-feira (13), em Rondonópolis (MT) não descartam a possibilidade de ligação com a fuga dos presos da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa (). A chacina teve quatro homicídios e seis tentativas. Entre as vítimas fatais duas são menores de idade.

O caso está sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Foram mortos: Cristiano Vinicius de Souza, 18 anos, no bairro Parque a São Jorge; Marcelo Henrique Feitosa da Silva, 18 anos , bairro Vila Mineira; Creomar Brito de Jesus Manuela , 16 anos, no bairro Residencial Edelmira Querumbim Marquete; e Adventor Souza Melo Santos, 14 anos, no bairro Residencial Padre Lothar.

Das dez vítimas, apenas uma tem antecedente criminal. Trata-se de um homem de 28 anos, que estava acompanhado do filho de 2 anos. A vítima contou que estava chegando em casa em seu veículo, quando foi abordada por dois homens em uma motocicleta vermelha. A dupla efetuou quatro disparos de arma de fogo em seu veículo, atingindo sua perna e também a perna de seu filho.

Conforme o delegado Thiago Damasceno os quatro homicídios e as seis tentativas foram todas cometidas, em vias publicas, por duas pessoas armadas em uma motocicleta vermelha, que portavam pistola ponto 40.

O delegado acrescentou que todos os bairros estão na periferia de Rondonópolis e os crimes podem ter ligação com a fuga de presos da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa (Mata Grande).

Duas das seis tentativas ocorreram no Residencial Padre Lothar, onde dois adolescentes de 14 anos foram atingidos por disparos de arma de fogo, em via pública. As vítimas foram socorridas pelo Samu e um dos menores morreu no .

Detentos da Penitenciária Mata Grande, em Rondonópolis conseguiram fugir após uma explosão do muro na madrugada de sexta-feira (10). A Polícia divulgou que 27 homens escaparam. O buraco na parede tem aproximadamente 4 metros de diâmetro, até o momento dez fugitivos foram recapturados pela .