Anúncios

Fato ocorreu no início da noite de terça-feira (21), na Cohab em .

 

Denúncia indicava que a menina havia sido estuprado pelo padrasto e por este motivo tentou tirar a vida, cortando os pulsos.

 

Na residência da família, ela foi localizada ferida e encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região.

 

Posteriormente, desmentiu para a polícia que havia sido estuprada pelo padrasto e sim por um homem desconhecido, encapuzado que a abordou quando retornava para casa da escola. A violência sexual, conforme a menor, teria ocorrido a cerca de 3 semanas e por represália da mãe, não contou sobre o fato.

 

Caso foi registrado na Central de Flagrante e será acompanhado pela delegacia especializada do adolescente.